Febre: há males que vêm por bem
É provável que a palavra “febre” não desperte em si os melhores sentimentos – afinal de contas, esta faz-se acompanhar, quase sempre, de manifestações como arrepios, dores de cabeça e musculares, perda de apetite e fraqueza.

 

Mas sabia que, na maior parte das vezes, a febre, é, na verdade, um reflexo do seu organismo a tentar protegê-lo? A febre é uma das formas mais eficazes de o organismo combater infeções, causadas, por exemplo, por vírus (como o da gripe) ou bactérias (como a da tuberculose). A verdade é que muitos destes microrganismos se adaptam à nossa temperatura corporal normal e a febre – que corresponde a uma temperatura corporal superior a 38ºC – dificulta a sobrevivência dos mesmos.

Mas a febre também pode ter outras causas, acontecendo, por exemplo, em caso de doença autoimune. Assim, importa, em primeiro lugar, perceber e combater a sua causa. Adicionalmente, poderá ser útil:

  • Ingerir muitos líquidos – a febre pode causar perda de água e desidratação. Por isso, em caso de temperatura corporal aumentada, assegure-se de que bebe muita água;
  • Descansar – o repouso é essencial para a sua recuperação, até porque a atividade pode contribuir para aumentar a temperatura corporal;
  • Manter a temperatura do meio que o rodeia baixa – vista-se e tape-se com roupas leves e tente manter baixa a temperatura da divisão em que se encontra (ex: quarto ou sala).

Existem ainda medicamentos indicados especificamente para diminuir a febre – aconselhe-se sobre a sua toma com o seu farmacêutico ou médico.

Muitas vezes, estes cuidados são suficientes para controlar a febre, que, no entanto, deverá ser vigiada – com especial cuidado nas crianças. Em adultos, poderá justificar-se uma ida ao médico se for igual ou superior a 39.4ºC ou se se fizer acompanhar de:

  • Dor de cabeça forte;
  • Erupção cutânea, especialmente se evoluir muito depressa;
  • Dor e/ou rigidez do pescoço:
  • Sensibilidade anormal à luz;
  • Vómitos persistentes;
  • Dificuldade ou dor ao respirar;
  • Convulsões.