ABC da Caspa
A caspa é, no mínimo, inestética, podendo gerar situações de incómodo quando o olhar alheio é atraído para as escamas que se formam no couro cabeludo.

Mas o que é a caspa?

A caspa é um estado de descamação do couro cabeludo. As células do couro cabeludo renovam-se de forma natural a cada 14 dias, no entanto, devido a determinados fatores e ao desenvolvimento de um fungo chamado Malassezia, esta renovação pode ser acelerada e começam a formar-se películas de células mortas, a chamada caspa.

Quais os fatores que desencadeiam a caspa?

São vários os fatores que contribuem para a multiplicação do fungo que pode causar a caspa, nomeadamente:

– humidade;

– produtos agressivos para o couro cabeludo;

– água com elevada quantidade de calcário;

– stress;

– alimentação desequilibrada, com elevada ingestão de gorduras;

– desequilíbrio hormonal.

 

Podem considerar-se dois tipos de caspa, de acordo com as características do couro cabeludo:

① Caspa seca

As escamas são brancas e soltam-se facilmente, caindo sobre os ombros.

A descamação pode dever-se a uma renovação celular acelerada ou à agressão do couro cabeludo.

 

② Caspa oleosa

As escamas são amareladas e de maior dimensão e aderem ao couro cabeludo, podendo causar comichão e vermelhidão.

Pode resultar de variações hormonais, de alimentação deficiente, do stress e de infeções causadas por fungos. Pode surgir também nas sobrancelhas, na zona do bigode e na entrada das orelhas.

 

Dado o impacto da caspa na aparência e até na autoestima, é fundamental tratar tratar o mais precocemente possível. Leia: “Diga adeus à Caspa