Rosácea – mascarar a vermelhidão
A rosácea é uma doença de pele comum, mais frequente em mulheres, mas com tendência para assumir manifestações mais visíveis no sexo masculino.

 

Afeta, por norma, zonas da pele naturalmente expostas (como as bochechas, a testa, o queixo e o nariz), o que faz com que algumas pessoas desejem camuflar a sua manifestação mais frequente – vermelhidão.

Boas notícias: os cuidados certos podem ajudar a gerir a doença e a atenuar as suas manifestações. Existem momentos em que estes cuidados são particularmente importantes, como a hora de barbear. Assim, quando fizer a barba, lembre-se:

  • Evite a utilização de produtos de barbear agressivos para a pele;
  • Após fazer a babar, procure acalmar a pele do rosto com um cuidado adequado (como um bálsamo ou gel para o efeito).

A par destes passos, lembre-se da importância de escolher cuidados (por exemplo, produtos de higiene) específicos e adequados a uma pele mais sensível, intolerante ou com rosácea.

Por vezes, a vontade de esconder ou mascarar a rosácea pode surgir – se já lhe aconteceu, saiba que, pode recorrer ao uso de maquilhagem corretora adequada, existente na sua farmácia. Para tal, basta que tenha presentes as seguintes sugestões:

  • Assegure sempre, em primeiro lugar, o cuidado da pele: um rosto limpo e hidratado, com os produtos adequados e movimentos suaves, é a base perfeita para conseguir uma boa maquilhagem. Os utensílios (como esponjas e pinceis) utilizados para se maquilhar também deverão ser escolhidos criteriosamente e deverão estar sempre limpos;
  • “Verde” é a cor: numa pele com rosácea, cuidados (como o corretor ou a base) com um tom esverdeado podem ajudar a atenuar a aparência vermelha de algumas zonas do rosto. Deste modo, é possível assegurar um tom de pele mais uniforme;
  • Seja gentil: na hora de aplicar a maquilhagem, faça-o com movimentos suaves.

A farmácia é, por excelência, o local onde se reúnem os cuidados indicados para a pele com rosácea – na hora de escolher, não hesite em pedir ajuda ao seu farmacêutico.

Se sentir que, mesmo assim, a rosácea interfere muito com o seu dia a dia, consulte um médico. Este poderá sugerir-lhe soluções como:

  • A toma ou aplicação de medicamentos;
  • Tratamento de luz pulsada (IPL, do inglês “intense pulsed light”) – particularmente interessante no caso de possuir vasos sanguíneos dilatados.