Cãibras – o que são e dicas para as evitar
Já lhe aconteceu acordar a meio da noite com uma dor repentina na perna ou no pé? Sente o mesmo tipo de desconforto após um esforço físico mais intenso?

 

Estas são algumas das sensações descritas por quem tem cãibras, algo que afeta muita gente e que, embora não represente uma consequência grave para a saúde, pode dificultar a utilização dos músculos afetados temporariamente.

A cãibra corresponde à contração súbita e involuntária de um ou mais músculos, frequentemente das pernas (nomeadamente o gémeo, ou “barriga da perna”) e dos pés. Acontece muitas vezes durante ou após esforços físicos intensos, especialmente em ambientes muito quentes, por desidratação, durante a gravidez e, esporadicamente, associada à toma de alguns medicamentos, como os diuréticos.

Por norma, as cãibras desaparecem sem ser necessário nenhum cuidado específico, mas massajar e alongar o músculo ou grupo de músculos afetados pode contribuir para acelerar a sua resolução e aliviar a dor. Adicionalmente, em alguns casos, os alongamentos, além de aliviarem a dor, podem ser uma boa forma de reduzir a frequência das cãibras. Por exemplo, se tem frequentemente cãibras nas pernas, faça a seguinte experiência:

  • Coloque-se de frente para uma parede, a um braço de distância da mesma, com os pés totalmente apoiados no chão;
  • Incline-se para a frente, pressionando as mãos contra a parede até sentir os músculos dos gémeos (barriga da perna) esticar. Mantenha esta posição por 2-3 segundos;
  • Repita estes passos por 5 minutos, três vezes ao dia (a última vez antes de ir dormir). Se o número de cãibras diminuir, poderá optar por fazer apenas uma a duas repetições por dia.

Por outro lado, a prevenção das cãibras também passa por apostar na hidratação.  Isto porque a água mantém as células musculares hidratadas, ajudando os músculos a contrair e a relaxar. Assim, beba água todos os dias, especialmente durante e após a prática de atividade física.

As cãibras também podem ser o reflexo de condições de saúde como a aterosclerose ou níveis baixos de certos minerais no organismo, como o potássio, o cálcio ou o magnésio. Assim, consulte o seu médico se as cãibras:

  • Forem frequentes;
  • Durarem longos períodos de tempo (mais do que 10 minutos);
  • Estiverem associadas a dormência ou inchaço de um membro, como uma perna;
  • Comprometerem o seu sono e qualidade de vida.