Conhece os seus dentes?
Os dentes alinhados em forma de arco (arcadas dentárias) sobre os ossos maxilares (maxilar superior e maxilar inferior ou mandíbula) têm vários constituíntes.

 

Conheça-os:

    • Coroa – parte livre ou visível na cavidade oral que pode apresentar duas ou mais protuberâncias na superfície mastigatória;
    • Raiz – parte localizada por baixo da gengiva revestida por um tecido ósseo, o cemento;
    • Cemento (parte menos dura que a dentina) – tem a função principal de permitir a ligação do dente ao osso alveolar através do ligamento periodontal;
    • Zona do colo – área que separa a coroa da raiz;
    • Ligamentos álveolo-dentais – tecido fibroso que prende o dente ao maxilar e que desempenha funções sensoriais. Tem a função de suporte e proteção do dente e do osso às pressões excessivas causadas pela mastigação e a mordida. Possui cementoblastos e osteoblastos responsáveis pela formação do cemento e do osso ao longo da vida;
    • Alvéolo – estrutura de suporte do dente.

 

Cada dente possui:

    • Esmalte – recobre a coroa e é um tecido duro composto, maioritariamente, por matéria inorgânica (complexo de Sais de cálcio, hidroxiapatite) e, minoritariamente, por matéria orgânica e água. Pode ser remineralizado mediante a aplicação de flúor;
    • Dentina – camada porosa menos densa que o esmalte e mais dura que o osso. Parte intermédia do dente e protetora da polpa. Protege-a da agressão mecânica, térmica ou química;
    • Dentinoblastos – células capazes de formar nova dentina. Os prolongamentos do seu citoplasma da polpa para a dentina são responsáveis pela sensibilidade dentária;
    • Polpa – ocupa a cavidade pulpar e corresponde à parte mais profunda do dente onde se encontram as terminações nervosas e os vasos sanguíneos.

 

Conforme a sua função, cada dente tem uma forma diferente. Distinguem-se:

    • Incisivos, que cortam os alimentos e têm uma única raiz;
    • Caninos, que rasgam os alimentos e possuem uma raiz mais larga;
    • Pré-molares, capazes de triturar os alimentos e possuem uma ou duas raízes;
    • Molares, que trituram, sendo os superiores dotados de 3 raízes e os inferiores de 2 raízes.