Fatores de risco de gengivites e periodontites
A gengivite e a periodontite são doenças da cavidade oral, caracterizadas pela inflamação e/ou destruição dos tecidos e estruturas de suporte da boca.

 

No caso da gengivite ocorre uma inflamação das gengivas, que, se não for resolvida pode evoluir para periodontite. Esta é uma doença já irreversível, que requer tratamento cirúrgico.

Uma das principais causas para o aparecimento destas doenças é uma higiene oral pouco eficiente e uma acumulação de placa bacteriana. Existem fatores de risco que interferem com a resposta do organismo à agressão causada pelas bactérias da placa e favorecem o aparecimento destas doenças, sendo eles:

a) tabaco – pode diminuir o efeito de alguns tratamentos;

b) mudanças hormonais femininas –alturas como a puberdade, menopausa, menstruação e gravidez podem provocar alterações hormonais que afetam os diferentes tecidos do corpo. Tornam as gengivas mais sensíveis e facilitam o aparecimento de gengivites;

c) diabetes – são doentes com problemas de vascularização e menor capacidade de criar defesas. Por outro lado, a periodontite dificulta a estabilização das glicemias;

d) stresse – pode diminuir a capacidade de criar defesas e dificultar o combate à infeção;

e) medicamentos – alguns alteram a composição e quantidade de saliva produzida;

f) algumas doenças – ex. doenças imunossupressoras, que reduzem as defesas às agressões da placa;

g) genética – maior predisposição para ter periodontites.

Na maioria dos casos, é impossível reverter a perda óssea, mas é possível parar ou, pelo menos, reduzir a evolução da periodontite. O tratamento, além de ser sempre acompanhado de uma boa higiene e cuidado oral diário, requer a remoção da placa bacteriana e do cálculo dentário (destartarização).