Medicamentos com história: Minoxidil

É verdade, antes mesmo de ser comercializado como o primeiro medicamento aprovado para a queda do cabelo, o Minoxidil já se encontrava comercializado e receitado sob a forma de comprimidos (com o nome comercial de LONITEN®) para doentes hipertensos. Porém, pouco tempo após entrar no mercado, cerca de 60-80% dos doentes que tomavam LONITEN® para controlar a pressão arterial, observaram um crescimento anormal do cabelo nos locais do couro cabeludo com alopecia (falta de cabelo). Mas este efeito secundário do medicamento afetaria também outras áreas do corpo (braços, pernas, pescoço, costas…), o que começou por constituir um problema.

Mas, este problema rapidamente se tornou uma solução. A partir desse momento, o efeito secundário foi estudado em profundidade, e através de novos ensaios clínicos foi desenvolvida uma loção com o Minoxidil como substância ativa. Assim, o medicamento poderia ser aplicado diretamente sobre o couro cabeludo, sem afetar as outras partes do corpo.

A descoberta tornou-se um sucesso e desta forma foi lançado um dos primeiros medicamentos indicados para a calvície sob o nome comercial de REGAINE®.