O que é um Medicamento Genérico?
“Quer o genérico ou de marca?” – certamente já ouviu esta questão na Farmácia.

 

O medicamento de marca resulta de uma investigação em que foi descoberta uma nova substância ativa (a substância responsável por exercer o efeito do medicamento), sendo por isso, o primeiro a surgir no mercado.  Para compensar o investimento da investigação, o medicamento de marca é protegido por uma patente, que lhe garante exclusividade de comercialização durante os primeiros anos.

Quando a patente termina, podem surgir vários “medicamentos genéricos”: medicamentos com a mesma substância ativa que o respetivo medicamento original, na mesma dose, igual forma de apresentação (ex: comprimido, xarope, creme) e que, normalmente, contêm a sigla “MG” na sua embalagem exterior.

“Tomei um genérico e fiz alergia”

A substância ativa dos medicamentos é sempre a mesma, contudo, os restantes ingredientes (os chamados excipientes) e a tecnologia utilizada na sua produção podem ser diferentes (podendo haver variações na cor, tamanho e forma do medicamento entre fabricantes). Uma pessoa pode ser alérgica, por isso, a um dos excipientes, tendo uma reação alérgica quando toma um medicamento (seja genérico ou de marca), mas não quando toma outro.

 “Se o preço é mais baixo é porque a qualidade é inferior”

No que diz respeito ao desenvolvimento, fabrico, controlo de qualidade e fornecimento, os medicamentos genéricos são sujeitos às mesmas exigências dos medicamentos de marca.

Porém, contrariamente ao que sucede no caso de um medicamento de marca, os medicamentos genéricos não implicam a descoberta de novas substâncias ativas, logo os seus custos de investigação são mais baixos e, consequentemente, o seu preço é mais acessível.   

De acordo com a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (INFARMED), em 2015 a população poupou 2,36€ por embalagem ao optar pelo medicamento genérico.

Os padrões de segurança, qualidade e eficácia são os mesmos que são aplicáveis a um medicamento de marca. Já existem medicamentos genéricos para a maioria dos problemas de saúde. Em caso de dúvida aconselhe-se com o seu médico ou farmacêutico.

 

Referências:

  1. http://www.infarmed.pt/web/infarmed/entidades/medicamentos-uso-humano/medicamentos-genericos
  2. http://www.infarmed.pt/web/infarmed/perguntas-frequentes-area-transversal/medicamentos_uso_humano/muh_medicamentos_genericos
  3. https://www.deco.proteste.pt/saude/medicamentos/simule-e-poupe/medicamentos/perguntas-frequentes#Alzheimer
  4. http://www.apogen.pt/o-que-sao-os-medicamentos-genericos.php
  5. http://www.apogen.pt/galeria/fact_sheets/fact_sheet_7b120734807fbcab9193991f3e47a6ad_os_medicamentos_genericos_garantem_cuidados_de_saude_sustentaveis_a_uma_populacao_envelhecida.pdf
  6. http://www.apogen.pt/galeria/fact_sheets/fact_sheet_0c32f0ea05a29fba9d38ba417a4a00e9_a_contribuicao_dos_medicamentos_genericos_para_os_cuidados_de_saude_e_para_a_industria_farmaceutica.pdf
  7. https://www.deco.proteste.pt/saude/medicamentos/simule-e-poupe/medicamentos/perguntas-frequentes#Alzheimer
  8. http://www.infarmed.pt/documents/15786/17838/MG_Conceitos_Avaliacao_e_Controlo_2004_Completo.pdf/009352c2-6f96-44d8-b676-9e218b8c35c3
  9. http://www.infarmed.pt/documents/15786/1298818/Folheto.pdf/e89da9a2-00a2-4234-98cb-84c1d7ffcb11
  10. http://www.infarmed.pt/documents/15786/17838/AF_TESTEMUNHO_NET.pdf/fa28d6c7-810e-4b76-a97a-64483034bff0
  11. http://www.ema.europa.eu/ema/index.jsp?curl=pages/special_topics/document_listing/document_listing_000335.jsp&mid=WC0b01ac0580514d5c
  12. http://www.ema.europa.eu/docs/pt_PT/document_library/Medicine_QA/2009/11/WC500012382.pdf
  13. https://patient.info/health/generic-vs-brand-name-medicines
  14. http://www.infarmed.pt/documents/15786/1410451/MG_Maxima_Confianca_Outubro_2015.pdf/065d93db-311b-4bab-81e7-f0d8813624ab
  15. https://www.medicinesforeurope.com/wp-content/uploads/2016/05/4.-Generic-Medicines_On-Generic-Medicines.pdf