Os prós e contras das bagas de goji
Chegaram dos Himalaias até ao mundo. Há mais de 2500 anos que, na China, esta pequena baga vermelha é usada como alimento e com fins medicinais.

 

 

As bagas goji têm sido motivo de crescente interesse, desde que foram consideradas um dos mais potentes superalimentos, graças às suas propriedades nutricionais. Mas, como em tudo, sem moderação podem ser prejudiciais. Podem ser consumidas cruas, em saladas, sumos, batidos, chás, com cereais ao pequeno-almoço, misturada nos iogurtes, ou de qualquer outra forma, mas sem exageros.

 

Prós

Ricas em carotenoides, betaína, polissacarídeos, vitaminas e aminoácidos, as bagas secas e a casca de raiz têm demonstrado alguns benefícios para a saúde. Segundo alguns estudos científicos, a ingestão de bagas de goji (essencialmente, o fruto e sumo do fruto) pode trazer benefícios em situações como a diabetes, distúrbios oftálmicos (dos olhos), qualidade do sono e perda de peso. Contudo, ainda não existem dados científicos suficientes que comprovem estes efeitos.

Contras

Apesar dos seus benefícios o consumo de bagas de goji requer prudência e moderação, especialmente nos seguintes casos:

  • Gravidez e aleitamento. Alguns estudos em animais sugerem que as bagas de goji podem estimular as contrações do útero. Este efeito ainda não foi demonstrado em humanos, mas por questões de segurança, não se recomenda o consumo deste superalimento durante a gravidez. Durante a amamentação, o consumo excessivo das bagas também não é aconselhável uma vez que não existem dados de segurança disponíveis.
  • Interações com a varfarina. Têm sido reportados casos em que ocorreu um aumento dos efeitos da varfarina quando associada a bagas de goji (chá, sumo). Dado ser uma interação possível, é desaconselhado o consumo de bagas de goji a pessoas que tomem medicamentos anticoagulantes (como a varfarina) de forma a prevenir os riscos de hemorragia associados.

As bagas podem ser consumidas cruas ou secas (como passas) em saladas, sumos, batidos, chás, com cereais de pequeno-almoço, iogurtes, ou de qualquer outra forma,  mas tendo sempre em atenção os seus riscos. A melhor forma de conseguir os nutrientes de que o seu corpo precisa é através de uma alimentação variada e equilibrada.

Se está a tomar medicação aconselhe-se sempre com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer tipo suplemento, produto natural e/ou superalimento.