Osteoartrose – atenção aos sinais!
Com o passar dos anos, é natural que ocorra um maior desgaste das articulações. Mas é importante estar atento: quando os movimentos ficam difíceis e até causam dor, pode estar na presença de uma artrose.

A osteoartrose, mais conhecida como artrose, é uma doença das articulações que se caracteriza pelo desgaste da cartilagem, a camada protetora que reveste a extremidade dos ossos. Quando a cartilagem é saudável, os ossos deslizam entre si e os movimentos são fáceis mas, quando está desgastada, há fricção entre os ossos e os movimentos podem tornar-se dolorosos.

São vários os fatores que podem contribuir para o desgaste:

Idade superior a 50 anos: a cartilagem fica menos resistente e mais gasta com a idade;

Género feminino: as alterações da menopausa deixam as articulações mais suscetíveis;

Hereditariedade: a existência de antecedentes familiares aumenta o risco;

Lesões e fraqueza muscular;

Sobrecarga: os movimentos repetitivos e posturas incorrectas exercem uma pressão excessiva sobre as articulações

Obesidade: os quilos a mais sobrecarregam as articulações, sobretudo as dos joelhos e ancas

A osteoartrose evolui de forma lenta e pode até não exibir sintomas. Mas os que denunciam o desgaste das articulações são:

→Dor;

→Rigidez, sobretudo matinal com alívio ao longo do dia;

→Inchaço e inflamação da articulação;

→Aumento do tamanho da articulação;

→Deformação da articulação;

→Dificuldade de movimentação.

Quando a mobilidade é difícil e a articulação está deformada, é sinal de que a doença já está avançada. Acontece mais nas mãos, nos pés, na anca e no joelho, podendo aumentar o risco de queda.

Se apresenta alguns destes sintomas e fatores de risco aconselhe-se com o seu médico ou farmacêutico. Conheça a doença para saber como a gerir e como evitar complicações.

Informe-se com o seu farmacêutico;