Feridas – A importância dos primeiros cuidados
Os pequenos acidentes acontecem e com eles as feridas. Mas o importante é cuidar desde logo para que não fiquem marcas e, sobretudo, para que não haja complicações.

Os pequenos acidentes acontecem no dia a dia, no trabalho, na escola, quando nos divertimos ou mesmo em casa. Mas sucedem mais nos dias de Verão, quando a temperatura convida a atividades ao ar livre. As crianças e os idosos são mais propensos, mas ninguém está a salvo.

E o que é uma ferida?

Uma ferida é uma lesão da pele, superficial ou profunda, que  pode, ou não, afetar nervos, músculos e tendões. Em alguns casos há perda de tecido, noutros não. É comum a pele ficar danificada, o que acontece em todos os tipos de ferida:

 

Arranhões e esfoladelas – são chamadas feridas por abrasão e resultam da fricção da pele com uma superfície dura e rugosa.

 

Cortes – provocados por objetos cortantes como facas ou vidro partido, são geralmente acompanhados de hemorragia.

 

Mordeduras – podem ser causadas tanto por pessoas como por animais, havendo sempre  risco de infeção devido ao contacto da saliva com a pele lesada.

 

Picadas por objetos pontiagudos – provocadas por pregos ou agulhas, por exemplo.

 

As feridas seguem um processo natural de cicatrização, mas os primeiros cuidados são essenciais para assegurar que não deixam marcas e, sobretudo, para prevenir infeções. Assim, ao cuidar de uma ferida:

– Mantenha a zona afetada imóvel, e se necessário deite ou sente a pessoa acidentada;

– Não toque diretamente com as mãos na ferida, use luvas descartáveis se possível, ou em alternativa, lave bem as mãos;

– Limpe a ferida com soro fisiológico ou com água corrente;

– Estanque a hemorragia, mas primeiro deixe sangrar um pouco (o sangue arrasta consigo as impurezas, ajudando a limpar a ferida);

– Se a hemorragia não parar, cubra a ferida com uma compressa e exerça ligeira pressão por uns dez minutos, evitando espreitar (de cada vez que a compressa é levantada o sangue volta a correr, o que atrasa o processo);

– Pode usar uma solução dérmica desinfetante própria;

– Cubra a ferida com material de penso adequado;

– Assegure que a vacina do tétano está em dia.

 

O penso é importante pois cumpre várias funções:

– Absorve os líquidos da ferida, impedindo que contactem com a pele saudável;

– Protege a ferida do exterior, nomeadamente das bactérias, prevenindo a infeção;

– Mantém a ferida num ambiente propício à cicatrização.

 

Os cuidados com uma ferida devem acontecer o mais rápido possível, de modo a prevenir o risco de infeção, maior nas primeiras 48 a 72 horas. Importa vigiar, e se surgir:

– vermelhidão e inchaço acentuados;

– bordos da ferida mais espessos;

– pus;

– dor;

– febre

Nestes casos deve consultar o médico e tratar da infeção o quanto antes, bem como se a ferida demorar muito a cicatrizar, ou em caso de a hemorragia não parar.