Infeções vaginais – desequilíbrios íntimos
As infeções vaginais são comuns: quase todas as mulheres na idade adulta já tiveram pelo menos uma. Mas não são uma fatalidade: podem prevenir-se com a ajuda de gestos simples da higiene íntima feminina e com a prática de relações sexuais protegidas.

Um ambiente muito próprio

A melhor defesa da vagina contra a agressão de fungos, bactérias e outros agentes infeciosos é a acidez característica. Esta defesa é assegurada pela presença natural de um conjunto de microrganismos – a chamada flora vaginal.

O equilíbrio da flora vaginal é determinado por fatores como idade da mulher, fase do ciclo menstrual, atividade sexual, higiene e a toma de certos medicamentos. Alterações como a toma da pílula, gravidez, menopausa ou uma higiene íntima deficiente ou excessiva, podem perturbá-lo, modificando a acidez vaginal e enfraquecendo as defesas.

 

Uma limpeza natural

A flora vaginal assegura a limpeza da zona eliminando células mortas e outros resíduos, o que origina o corrimento natural e necessário.

A cor e espessura do corrimento modificam-se ao longo do ciclo menstrual. Mas nem todas as mudanças são naturais: se o corrimento é excessivo, adquire uma cor diferente e um odor intenso ou é acompanhado de ardor e comichão significa que houve uma alteração da flora vaginal. Estes podem ser sinais de uma infeção vaginal.

Para que saiba identificar uma infeção vaginal, consulte o conteúdo “Uma flora desequilibrada”.