Prevenir para veranear
Prepare o armário de farmácia lá de casa para fazer face a alguns dos problemas de saúde mais comuns com a chegada do tempo mais quente.

 

O melhor é não chegarmos a precisar dele, mas é imprescindível que ele exista. Falamos do armário de farmácia que a maior parte das famílias tem em casa, com os medicamentos que cada um dos elementos do agregado usa e os medicamentos para tratar ou aliviar os sintomas de problemas de saúde menores, que podem fazer falta em qualquer altura.

O conteúdo deste mesmo armário deve adequar-se às necessidades específicas e aos imprevistos que mais frequentemente podem surgir em cada época do ano. Tendo em conta que o calor, a exposição solar em excesso e os hábitos que adotamos em férias podem, por vezes, traduzir-se em pequenos problemas de saúde que, embora não sendo graves, causam desconforto, o verão é por excelência uma época adequada para reorganizar o armário de farmácia lá de casa, acrescentando-lhe alguns medicamentos que se tornam especialmente convenientes nesta estação.

Não deixe, por isso, de preparar o seu armário de verão para fazer face aos problemas de saúde mais comuns neste período:

  • Queimaduras solares – deve ter protetor solar adequado aos diferentes fotótipos, tipos de pele e idade dos elementos da sua família, loção ou gel para acalmar a pele caso aconteça um escaldão;
  • Picadas de inseto – os repelentes são imprescindíveis para prevenir as picadas e um anti-histamínico, de aplicação local ou por via oral, e/ou um corticoide tópico são recomendados sobretudo para quem tenha história prévia de reações alérgicas como, por exemplo, à picada de mosquito;
  • Diarreia – procure substitutos da flora intestinal e sais de reidratação oral;
  • Obstipação – para combater a prisão de ventre, um laxante pode ser a melhor solução. No entanto, deve ser tomado com precaução e apenas esporadicamente para não causar habituação;
  • Desconforto gástrico – os excessos alimentares associados ao verão podem causar indisposição e azia. Para tal, deve ter sempre disponível um medicamento antiácido;
  • Enjoo de movimento – se costuma enjoar durante a viagem, não esqueça os comprimidos para não ficar nauseado;
  • Irritação nos olhos – seja devido ao contacto com a água do mar ou com o cloro das piscinas, recorra a uma solução de conforto;
  • Herpes labial – uma vez que este pode ser agravado pela exposição solar, proteja os lábios com um stick com fator de proteção solar elevado como medida de prevenção. Caso o herpes se encontre ativo, proteja com um adesivo e trate com um produto adequado, evitando a exposição direta ao sol.

Ainda assim, já sabe, sempre que necessitar o seu farmacêutico está disponível para ajudar!