Desidratação – Sinais de alerta
Sabia que cerca de 80% do cérebro é composto por água e que, quando se observam mudanças desse valor, o seu funcionamento pode ser afetado?

 

É verdade, a desidratação pode, desde logo, dificultar a memória a curto-prazo e a atenção, provocando ainda um aumento do cansaço e uma redução dos níveis de concentração.

Mas o que é e como ocorre a desidratação?

A desidratação ocorre quando a água eliminada pelo organismo através da transpiração, respiração, urina, fezes e lágrimas, não é reposta adequadamente. Tal pode acontecer quando a ingestão de líquidos é insuficiente, mas não só. Outras causas comuns de desidratação são vómitos, diarreia e transpiração excessiva, causada por exemplo por episódios de febre ou em dias de muito calor.

Sinais e sintomas Desidratação ligeira:

  • Cansaço sem causa aparente;
  • Dor de cabeça;
  • Sede, boca, lábios e olhos secos;
  • Fraqueza muscular e possíveis cãibras;
  • Tonturas.

Sinais e sintomas – Desidratação moderada a grave:

  • Sede crescente;
  • Irritabilidade;
  • Urina mais escura e pouco frequente, podendo mesmo deixar de urinar;
  • Ao beliscar a pele, as pregas não voltam ao normal (sobretudo em bebés e idosos);
  • Convulsões (situação grave);
  • Inconsciência (situação grave).

Grupos de risco

O risco de desidratação está sempre presente quando a ingestão de líquidos é insuficiente, contudo, as crianças e os idosos são grupos mais vulneráveis. Os idosos bebem menos água no seu dia a dia e, muitas vezes, podem não sentir sede. As crianças, tal como os idosos, esquecem-se de beber água ao longo do dia. Por serem mais frágeis que os adultos, são mais sensíveis às perdas de líquidos. Incentive-os a beber água ao longo do dia!

O que fazer se verificar um caso de desidratação?

Se identificar que alguém possa estar a sofrer de desidratação siga os seguintes conselhos:

  • Se a pessoa estiver consciente, sente-a e dê-lhe a beber água em pequenos goles, de forma compassada, persistindo. Se a pessoa estiver inconsciente, não lhe dê nada a beber porque poderá engasgar-se e sufocar;
  • Em caso de vómitos e/ou diarreia, existem soluções de reidratação oral hidratantes que encontra na sua Farmácia;
  • Aconselhe que a pessoa descanse num local abrigado do calor. Se não houverem melhorias, procure apoio médico;
  • Se a pessoa ficar inconsciente ou tiver alguma convulsão ligue de imediato para o 112.

Em caso de dúvida, procure o aconselhamento do seu farmacêutico e lembre-se, a prevenção é essencial, por isso mantenha-se, sempre, hidratado!