SOS Pele-Verão
Recupere a epiderme das marcas deixadas pelo sol e proteja-a do frio.

 

Sol, água do mar e cloro da piscina são apenas algumas das agressões a que a pele é sujeita no Verão e que a deixam com um aspeto menos saudável se não tivermos os devidos cuidados: fica áspera, seca, por vezes manchada, sem brilho e perde elasticidade.

Os raios solares deixam a pele desidratada, ao mesmo tempo que marcam as zonas mais expostas do corpo com manchas que denunciam o fotoenvelhecimento precoce.

No Inverno, o frio é igualmente agressivo. Com a descida das temperaturas, a pele fica mais seca e pode apresentar sinais de vermelhidão, irritação ou descamação, chegando mesmo a gretar em situações mais extremas.

Se a sua pele estiver desidratada, tanto à superfície como em profundidade, com aspeto baço (devido à escassez de lípidos), tensa, descamativa e desconfortável, então está com a pele seca. Mas há forma de recuperar o conforto e a flexibilidade da pele: deve aplicar diariamente um creme hidratante que restaure a barreira cutânea, protegendo da desidratação. Pode ser aplicado as vezes que forem necessárias.

Existem na farmácia produtos que hidratam e restauram a pele seca, cremes que a nutrem, restabelecem o seu brilho natural e proporcionam uma maior flexibilidade, elasticidade e suavidade. Aconselhe-se com o dermatologista ou farmacêutico.

 

Manchas à distância
As chamadas manchas de hiperpigmentação são marcas escuras causadas pelo excesso de pigmentação da pele, devido à ação intensa da radiação sobre a melanina:

» concentram-se nas zonas mais expostas (face, mãos, ombros, braços e decote);

» surgem sobretudo em peles claras;

» são mais comuns nas pessoas que se expõem excessivamente ao sol sem proteção.

Se não houver alterações na cor e no tamanho, essas manchas são inofensivas para a saúde e é possível atenuá-las com recurso a produtos despigmentantes, que atuam sobre a melanina, reduzindo a sua produção e eliminando o excesso.