Tensão sem atenção?
A hipertensão arterial é uma das grandes ameaças à saúde do coração.

 

Pressão arterial (ou como é habitualmente conhecida “Tensão arterial”) é o nome dado à pressão que o sangue exerce sobre as paredes das artérias para que consiga irrigar todos os tecidos e orgãos do corpo humano. Idealmente os valores da pressão arterial devem encontrar-se abaixo de 120/80 mmHg.

Em Portugal existem cerca de 2 milhões de hipertensos, isto é, doentes que sofrem de hipertensão arterial. Estes doentes apresentam normalmente valores de tensão arterial superiores ao normal, o que pode exigir uma maior força por parte do coração para bombear o sangue, provocando uma hipertrofia cardíaca (aumento do volume do coração). Este aumento, é inicialmente, silencioso e assintomático, no entanto, com o passar do tempo pode dar origem a insuficiência cardíaca, angina de peito ou arritmia.

Mas o que causa o aumento da pressão arterial? Existem fatores de risco não controláveis como a história familiar, a idade e a raça que tornam o indivíduo mais suscetível a desenvolver hipertensão arterial.

No entanto, esta condição deve-se, muitas vezes, a um estilo de vida em que pontuam os excessos alimentares, sendo o sal um dos inimigos de uma pressão arterial saudável. As gorduras, o álcool, o tabaco e a ausência de atividade física também desempenham um papel fundamental no aumento da tensão arterial.

Para prevenir o risco é fundamental conhecer os valores de pressão arterial normais para cada pessoa e medi-la com regularidade:

– no caso de adultos saudáveis, a medição anual é suficiente;

– no caso da população obesa, diabética e fumadora o controlo deve ser mais frequente;

– no caso de adultos com antecedentes familiares de doença cardiovascular o controlo deve ser mais frequente.