Todos temos colesterol?
É um facto que todos temos colesterol, uma gordura indispensável para o nosso organismo que tem duas origens: produção endógena no fígado e aporte através da nossa alimentação.

 

O colesterol é fundamental para a síntese de membranas celulares, hormonas e vitamina D. No entanto, a quantidade de colesterol que o organismo precisa, diariamente, não é muito elevada e o excesso pode depositar-se na parede das artérias, dificultando a passagem do sangue.

Existem três tipos de colesterol:

HDL:

  • conhecido como o bom colesterol
  • ajuda a remover o colesterol depositado na parede dos vasos sanguíneos, transportando-o até ao fígado onde é eliminado
  • reduz o risco de enfarte do miocárdio e de acidentes vasculares cerebrais
  • os níveis recomendados de HDL são superiores a 40 mg/dL nos homens e 50 mg/dL nas mulheres
  • é possível aumentar os níveis de HDL através de exercício físico de alto impacto e de uma alimentação equilibrada

LDL

  • conhecido como o mau colesterol
  • acumula-se nas paredes das artérias, provocando placas de aterosclerose
  • o consumo de gorduras, particularmente as animais, contribui para aumentar os seus níveis
  • existe predisposição hereditária, em algumas pessoas, para um excesso de produção de LDL
  • os valores recomendados são abaixo de 190 mg/dL

VLDL

  • semelhante ao LDL
  • os triglicerídeos são uma gordura que circula no sangue ligada a VLDL

Para a saúde cardiovascular é importante que haja equilíbrio entre o bom e o mau colesterol, pois, quer o excesso de LDL, quer a escassez de HDL aumentam o risco de doença cardiovascular.

Uma alimentação equilibrada, a prática de atividade física adequada, não fumar, vigilância e toma de medicação (quando prescrita) são formas de conseguir controlar o nível de colesterol que existe no sangue e assim reduzir o risco de vir a desenvolver uma doença cardiovascular.