Gato: Parasitas há muitos!
Os gatos são animais asseados, mas nem mesmo eles se livram de parasitas: as pulgas são os mais comuns, mas há outros passíveis de os deixar doentes e transmitir doenças aos humanos.

Os gatos, por natureza, são animais asseados mas nem mesmo eles, por vezes, se livram de parasitas. Os mais comuns são as pulgas, no entanto existem outros passíveis de os deixar doentes e transmitir doenças aos humanos.

Aliás, é difícil encontrar um gato que nunca tenha tido pulgas, a não ser que esteja absolutamente confinado ao ambiente doméstico. Mas a verdade é que os gatos são animais independentes e muitos deles gostam de dar o seu passeio diário pela vizinhança: esse é um terreno fértil para contactarem com parasitas e ficarem infestados. Assim podem representar um risco para a sua própria saúde e a de todos os que com ele convivem em casa.

Alguns destes parasitas são responsáveis pela transmissão de doenças ao homem: as chamadas zoonoses, que se contraem através:

  • do contacto com os resíduos orgânicos do animal parasitado (urina, fezes)
  • do contacto com a saliva
  • do contacto com a pele ou o pelo
  • em consequência de uma mordedura ou arranhadela
  • do contacto direto com o próprio parasita (uma pulga ou carraça, por exemplo).

É, no entanto, importante perceber que os parasitas não são uma razão para não ter animais de estimação em casa. Apenas implicam alguns cuidados extra. Procure conhecer os diferentes parasitas (Leia: Gato: Lombrigas e Ténias e Gato: Pulgas e Carraças) que afetam os gatos e como fazer uma desparasitação adequada e correta (Leia Gato: Desparasitar é preciso).