Segurança dos alimentos e sua preparação na gravidez
Qualquer pessoa corre o risco de ingerir alimentos potencialmente contaminados por certos vírus, bactérias ou parasitas, mas contrair uma infeção durante a gravidez gera mais preocupação por dois motivos: o sistema imunitário da grávida pode estar mais fragilizado e podem originar-se complicações no desenvolvimento do feto ou recém-nascido.

 

Por isso, ter uma alimentação, não só equilibrada, mas também segura durante a gravidez é essencial para garantir o correto desenvolvimento do bebé e o bem-estar da própria mãe.

Origem das infeções…

Além da conhecida toxoplasmose, existem, ainda as seguintes infeções:

Salmonelose: é uma infeção com origem na bactéria Salmonella presente nos ovos crus, mal cozinhados ou alimentos preparados com este ingrediente (exemplo: maioneses caseiras), carne crua ou mal passada ou alimentos não pasteurizados (leite e queijos). A infeção pode provocar diarreia e vómitos severos na grávida e passar para o bebé durante a gravidez. Os bebés que nascem com esta infeção podem desenvolver diarreia, febre e outras complicações após o nascimento.

Listeriose: é uma infeção com origem na bactéria Listeria monocytogenes presente em refeições confecionadas com alimentos crus (exemplos: mousse, maionese e patê caseiros), carne crua (exemplo: bife tártaro), peixe cru (exemplos: sushi, salmão fumado) e alimentos não pasteurizados. Cerca de 1 em cada 6 casos de infeção com a listeria ocorrem durante a gravidez: se contraída durante o primeiro trimestre, pode provocar aborto espontâneo e se contraída nos últimos trimestres, o risco aumenta, podendo dar origem a um parto prematuro, bebés com baixo peso ao nascimento ou à morte infantil.

Portanto, de forma a evitar contaminações desnecessárias, é importante que siga alguns cuidados, fáceis de implementar no dia a dia e que diminuem consideravelmente o risco de contrair infeções:

  • Evite os alimentos suscetíveis de infeção;
  • Lave as mãos com água morna e sabonete: antes e depois de manusear alimentos, depois de ir à casa de banho e depois de estar em contacto com animais;
  • Lave bem todos os legumes com água corrente;
  • Lave bem todos os frutos, mesmo se pretender descascá-los;
  • Separe os alimentos crus dos alimentos prontos a consumir;
  • No frigorífico, conserve a carne e o peixe crus sempre bem embalados;
  • Aqueça completamente as “sobras” das refeições antes de servir;
  • Cozinhe completamente a carne e o peixe;
  • Para carne ou peixe previamente congelado, certifique-se que estes estão corretamente descongelados antes de serem cozinhados;
  • Verifique sempre o prazo de validade dos alimentos;
  • Use sempre luvas em atividades de jardinagem e lave as mãos no final.

Para esta e outras questões, não hesite em procurar conselho na sua farmácia.