Piolhos: mais vale prevenir, que remediar (novamente)
Uma infestação de piolhos é uma situação desagradável, tanto para quem tem como para quem pode ter.

 

Muitas vezes o contágio é inevitável, principalmente nas crianças nas escolas e infantários. Após o tratamento existe sempre um risco de reinfestação devido a uma lêndea ou piolho esquecido.

Embora esta reinfestação não seja o fim do mundo e existam muitos tratamentos disponíveis , como em tudo: mais vale prevenir que remediar.

Aqui ficam algumas dicas para prevenir uma reinfestação:

  • Evite o contacto directo entre cabeças;
  • Verifique o cabelo das crianças e dos restantes membros da família com regularidade;
  • Lave o vestuário (não esquecendo chapéus e gorros, fitas e elásticos de cabelo) e a roupa de cama, as escovas e os pentes em água acima dos 60ºC;
  • O vestuário e os objectos que não podem ser lavados devem ser guardados em sacos fechados durante duas semanas – os piolhos, privados de alimento, morrem nesse período de tempo, assegurando uma maior eficácia na eliminação dos piolhos;
  • Alerte a escola se encontrar piolhos, de modo a que se evite a propagação a mais crianças.

 

Leia também: “Piolhos: Cabelo Livre