A verdade sobre alguns mitos acerca de vacinas
Conheça a verdade acerca de alguns mitos relacionados com a vacinação.

 

Mito nº1

“É preferível ficar imunizado pela doença do que pela vacinação”.

Não é verdade: a doença natural, embora também confira protecção pode, em alguns casos, evoluir para complicações graves e até morte, mesmo numa criança saudável.

 

Mito nº2

“As vacinas causam autismo?”

Não. Há alguns anos, foi publicado um estudo afirmando que a vacina contra o sarampo/papeira/rubéola (VASPR) provocava autismo. Este estudo foi totalmente desacreditado. Pois apesar da coincidência entre a idade do diagnóstico da doença e a administração das vacinas, seguiram-se outros estudos científicos credíveis que demonstraram claramente não existir uma relação entre a vacinação e o autismo.

 

Mito nº3

 “Se as doenças evitáveis pela vacinação estão praticamente eliminadas e a maior parte das crianças é vacinada porque devo vacinar o meu filho?”

Além das vantagens da imunidade de grupo, algumas doenças evitáveis por vacinação, apesar de serem raras em Portugal, existem em diversas partes do mundo, incluindo em alguns países da Europa e qualquer pessoa não vacinada que viaje para locais onde a doença ainda existe pode ser infectada e, consequentemente, adoecer.