Conheça os benefícios da caminhada na prevenção e no tratamento da depressão
Sabia que a prática regular de atividade física pode reduzir em 30% o risco de depressão? E que pode ser um excelente aliado no seu tratamento? É verdade; este hábito, associado à libertação de endorfinas (substâncias químicas capazes de controlar algumas das nossas emoções), pode ter um impacto muito positivo na saúde mental.

 

Estima-se que a depressão afete mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo. Esta realidade, muitas vezes confundida com um sentimento de tristeza passageiro, afeta homens e mulheres de todas as idades e caracteriza-se por:

  • Sentimentos de tristeza e de vazio constantes;
  • Irritabilidade, frustração, stress e ansiedade permanentes;
  • Perda de interesse em atividades anteriormente apreciadas;
  • Sensação constante de falta de energia;
  • Alterações na concentração, memória e raciocínio;
  • Alterações no sono (dificuldade em dormir – insónia – ou necessidade de dormir em demasia);
  • Alterações no apetite (comer pouco ou comer em demasia), com eventuais alterações no peso (perda ou aumento de peso, respetivamente);
  • Diminuição do desejo sexual (líbido);
  • Dores no corpo (nas costas ou na cabeça, por exemplo) sem uma causa aparente.

Por norma, o tratamento da depressão passa pelo acompanhamento por um profissional de saúde, associado, ou não, à toma de medicamentos. Adicionalmente, na prevenção ou tratamento de depressão, algumas pessoas podem beneficiar de mudanças no seu estilo de vida, tais como a prática regular de atividade física.

Ser ativo não tem de implicar um grande investimento em termos de tempo e/ou dinheiro. Um bom exemplo disto? A caminhada. Porquê?

  • É fácil e que não requer muita preparação ou resistência;
  • Pode realizar-se em qualquer local e a qualquer hora;
  • É grátis;
  • Permite definir o ritmo desportivo individual, de um modo natural.

Ficou interessado nesta prática, mas não sabe como a incluir no seu dia a dia? Tente os seguintes passos:

  • Deixe o carro mais longe do destino final;
  • Caminhe para o trabalho;
  • Saia do autocarro/metro uma paragem mais cedo e faça o resto do percurso a pé;
  • Planeie caminhadas mais longas durante o fim de semana.

De modo a tornar este hábito mais agradável e confortável, pode caminhar com amigos ou família e adquirir equipamentos como garrafas de água reutilizáveis (para garantir que se mantém hidratado) e calçado e meias próprios para o efeito, disponíveis, por exemplo, na sua farmácia. Aconselhe-se com o seu farmacêutico.