Doentes polimedicados e gripe. O essencial!
A gripe chega sem aviso e pode afetar qualquer pessoa, inclusive doentes polimedicados. Descubra a melhor forma de gerir esta situação.

 

Será que sou um doente polimedicado? 

Com o passar dos anos, somos, por vezes, confrontados com o aparecimento de várias doenças, algumas crónicas (por exemplo diabetes, hipertensão, entre outras), que não dispensam a toma de vários medicamentos, mais do que uma vez por dia, todos os dias – é a chamada polimedicação. Se é o seu caso, a probabilidade de desenvolver interações, se a medicação não for tomada de forma correta, é maior. Ainda assim estas são situações podem ser evitadas. Uma dica é manter sempre consigo uma lista atualizada de todos os medicamentos que toma habitualmente.

Saiba o que é a gripe e como preveni-la:

A gripe é uma doença contagiosa, causada pelo vírus da gripe que afeta maioritariamente as vias respiratórias. O vírus pode ser transmitido através das partículas de saliva de uma pessoa que esteja infetada (através da tosse ou espirros de pessoas infetadas ou por contacto com objetos contaminados como por exemplo comandos de televisão, maçanetas da porta). Neste sentido, a prevenção é sempre o melhor caminho:

– Reduza o contacto próximo com pessoas doentes;

– Evite espaços fechados e com muitas pessoas;

– Lave frequentemente as mãos com água e sabão;

– Evite mudanças bruscas de temperatura;

Atenção… vacine-se! Fale com o seu médico. A vacinação é a melhor forma de prevenção da gripe. Desta maneira reduz o risco de ficar doente com gripe e de desenvolver complicações devido a esta doença.

O que posso fazer quando a gripe ataca?

É fundamental que antes de optar por tomar qualquer medicamento (automedicação), adicional aos seus medicamentos habituais, se aconselhe com o seu médico ou farmacêutico. Pois fazer uso do “que temos por casa” pode aumentar o risco de uma interação entre medicamentos e até de duplicação terapêutica. Opte, sempre que possível, por alternativas que não envolvam a toma de medicamentos – adote alguns cuidados:

– Fique em casa, a repousar, de forma a ajudar o sistema imunitário (responsável pela defesa do nosso organismo) a combater a infeção;

– Beba muitos líquidos: opte por água, sumos naturais e sopas quentes… Desta forma ajuda a prevenir a desidratação;

– Alimente-se corretamente: uma alimentação equilibrada, rica em frutas e vegetais é essencial para a sua saúde.

 

Caso estas medidas não sejam suficientes, encontra na sua Farmácia Portuguesa um aconselhamento personalizado, que tem em conta todos os medicamentos que toma habitualmente e também o seu estado de saúde, e que o ajudará a tomar as melhores decisões, sem comprometer a sua saúde.