HPV – O que é, como se transmite?
A infeção por HPV (do inglês, Human Papillomavirus - Vírus do Papiloma Humano) é uma das infeções mais frequentes a nível mundial, afetando igualmente homens e mulheres. Tem origem num grupo de vírus que afeta a pele e as mucosas (revestimento interno das cavidades do corpo, como a boca ou o ânus) e pode originar lesões benignas, como verrugas genitais, ou quadros clínicos mais sérios, nomeadamente nas mulheres, como cancro do colo do útero.

 

Estima-se que 3 em cada 4 indivíduos sexualmente ativos venham a ter, pelo menos, uma infeção por HPV ao longo da vida. Mas é possível prevenir esta infeção e controlar a forma como evolui. Para tal, é preciso compreender que:

  • As infeções genitais por HPV são muito contagiosas, sendo transmitidas por contato sexual, mas também por contacto íntimo com pele infetada, mesmo na ausência de penetração. Isto significa que o preservativo não garante proteção total contra este vírus. No entanto, reduz significativamente o risco de transmissão e é o único método contracetivo eficaz contra as restantes doenças sexualmente transmissíveis (DST), devendo ser sempre utilizado;
  • Não existe tratamento contra o HPV, apenas contra as lesões que provoca. Estes tratamentos dirigidos contra as lesões incluem a aplicação de cremes e loções ou o recurso a laser, entre outros;
  • A vacinação é a chave! Todas as crianças do sexo feminino devem ser vacinadas aos 10 anos contra o HPV. Atualmente, esta vacina faz parte do Programa Nacional de Vacinação em Portugal, sendo gratuita para todas as raparigas desta idade. Oferece uma proteção contra cerca de 90% dos tipos de HPV associados a cancro do colo do útero;
  • A vigilância é essencial: Muitas vezes, as infeções por HPV são silenciosas ou assintomáticas (os doentes não têm sintomas nem sinais). Por este motivo, todas as mulheres devem consultar regularmente e desde cedo um médico ginecologista, onde lhes será efetuado um exame ginecológico e, se necessário, um teste citológico de rotina (Colpocitologia ou Papaniculau), para rastreio do cancro do colo do útero.