Quando e como deve fazer o autoexame da mama?
As mamas são um dos símbolos femininos mais marcantes de sedução e sexualidade. Ao longo dos anos sofrem várias alterações (tamanho, forma, consistência…) devido, principalmente a variações hormonais, normais na mulher. Há, no entanto, um exame que a ajuda a estar atenta a estas alterações, para saber quando deve consultar o médico – o autoexame da mama.

 

Quando deve realizar o autoexame da mama? Uma vez por mês, todos os meses, após o período menstrual. Isto porque durante o período menstrual o peito aumenta de tamanho (volume) e acumula líquidos, aparecendo por vezes nódulos (espessamentos ou protuberâncias no peito – muitas vezes, benignos) que só desaparecem após a menstruação. Caso não seja menstruada opte por um dia à sua escolha.

Mas tenha atenção, pois o autoexame da mama não tem como objetivo diagnosticar nenhuma doença, nomeadamente o cancro da mama. O objetivo deste exame é, principalmente, para que fique alerta a alguma alteração que possa despertar uma visita extra ao médico. (A visita ao ginecologista deve ser feita, habitualmente, 1 a 2 vezes ao ano, consoante a indicação do médico). Afinal, é sempre melhor prevenir.

Em Portugal, são anualmente detetados, aproximadamente, 6 000 novos casos de cancro da mama.  Contudo, para aumentar a probabilidade deste ser detetado a tempo, é importante que realize exames de rastreio para despiste. Assim, não se esqueça, a mamografia deve ser realizada anualmente ou de dois em dois anos a partir dos 40 anos. No caso de ter antecedentes familiares, deve falar com o seu médico para que possa fazer uma mamografia antes dos 40 anos.

Como pode realizar o autoexame da mama?

 

  • Em frente a um espelho

autoexame-mama

De pé, em frente ao espelho, comece por examinar o peito em três posições diferentes:

– Com os braços esticados, junto ao corpo;

– Com os braços levantados acima da cabeça;

– Com as mãos nas ancas.

 

  • Deitada, apoiada por uma almofada

autoexame mama

Deite-se e coloque uma almofada por baixo das costas, do lado direito. De seguida, coloque o braço direito atrás da cabeça e palpe a mama com suaves movimentos (em pequenos círculos), com a ponta dos dedos da mão esquerda (sem usar as unhas). Percorra toda a mama, desde a zona axilar até à linha do sutiã. Procure por nódulos ou outras alterações. Repita estes passos para a mama esquerda.

 

  • No duche

Palpe o peito com movimentos circulares, de fora para o centro, verificando toda a área da mama e zona axilar. Examine ambos os seios.

 

Procure por:

– Alterações de tamanho: se as suas mamas não forem iguais em tamanho ou forma, não se preocupe! Uma mama é normalmente maior que a outra. Contudo, fique alerta, pois as mudanças repentinas de tamanho não devem acontecer;

–  Alterações na pele da mama aréola ou mamilo: com aspeto escamoso, vermelha, inchada ou com “covas na pele”;

– Alterações nos mamilos: refração do mamilo (mamilo virado para dentro da mama) e aumento da sensibilidade…

Aperte suavemente os mamilos e observe se é libertada alguma secreção;

– Alterações na mama ou zona da axila: nódulos ou outros espessamentos na mama.

 

Se verificar alguma destas alterações: não entre em pânico. Consulte o seu médico para que este possa analisar o seu caso!

 

Referencias:

http://www.fullcirclehealthcareinc.com/breast-self-examination.html