O que é a acne?
O excesso de gordura na pele não é um exclusivo da adolescência. Saiba como evitar os inestéticos pontos negros e borbulhas.

 

A produção de gordura na pele contribui para a proteger da desidratação e das agressões externas, mas, quando em excesso, entope os poros e origina a formação de comedões, mais conhecidos por pontos negros ou brancos: pontos negros quando estão “abertos”, expondo a gordura à ação oxidativa do oxigénio e conferindo uma coloração escura; pontos brancos no caso de o poro estar “fechado”. Ora, a acumulação de gordura acaba por atrair bactérias que a decompõem, irritando ainda mais a pele e provocando as borbulhas.

A acne (um termo feminino) afeta cerca de 80% da população em determinado período da vida. É típica da adolescência, fase em que ocorre uma maior produção de hormonas que estimulam a formação de gordura pelas glândulas sebáceas. Mas pode também surgir nos bebés (acne neonatal) ou só na idade adulta.

Por estar relacionada com os níveis de testosterona e androgénios (hormonas masculinas), a acne, na adolescência, é mais frequente nos rapazes. Nas raparigas e mulheres surge sobretudo em situações de alterações hormonais, como, por exemplo, durante o período menstrual e na gravidez.

A acne é uma inflamação dos folículos pilossebáceos — cada poro da nossa pele tem um pelo e uma glândula sebácea anexa —, para a qual contribuem fatores de origem genética, hormonal, de natureza bacteriana e inflamatória. As lesões surgem principalmente na face, no pescoço e na parte superior do tronco.

Tratar a acne significa retirar o excesso de gordura à superfície da pele, eliminar o brilho e evitar o agravamento das lesões. Nas peles com tendência acneica, há gestos simples que devem fazer parte da rotina diária. De acordo com a lesão, assim se pode classificar a acne em quatro tipos distintos.

  1. Acne não inflamatória, quando surgem pontos negros ou brancos (comedões);
  2. Acne ligeira, caracterizada por borbulhas inflamadas (pápulas);
  3. Acne moderada, quando existem borbulhas inflamadas com pus (pústulas);
  4. Acne severa, caracterizada por nódulos e quistos. Em qualquer tipo de acne, as cicatrizes e a hiperpigmentação são consequências possíveis.

Atualmente, estão disponíveis antibióticos em formulações de aplicação tópica, medicamentos sujeitos a receita médica de administração oral, prescritos após avaliação pelo médico e apenas utilizados em algumas situações, e um amplo conjunto de produtos de Dermocosmética adequados à pele acneica.

Como terapêutica de suporte, recomenda-se hábitos de higiene adequados, uma dieta equilibrada e gestão de stress, nos casos em que este contribua para agravar a acne. Aconselhe-se com o seu dermatologista ou farmacêutico.