Os acidentes acontecem, e as feridas também
Os pequenos acidentes espreitam o nosso quotidiano, em casa, na escola, no trabalho, na rua… E é provável que resultem em feridas, entre cortes e arranhões, picadas de insetos e mordeduras de animais.

São lesões da pele superficiais, mas que exigem cuidados prontos, para cicatrizarem sem o risco de infeção e sem deixarem marcas.  A zona lesionada dever ser mantida firme, com a pessoa ferida sentada ou deitada. Usando luvas, lava-se a ferida, para remover qualquer corpo estranho que tenha aderido à pele. Se houver hemorragia há que pará-la: com uma compressa, pressiona-se ligeiramente até que deixe de sair sangue. Seca-se depois a pele.

A seguir protege-se a ferida: uma compressa estéril é suficiente, mas é melhor aplicar um penso que mantenha a humidade da ferida e, ao mesmo tempo, deixe a pele respirar. Além disso, mantém a temperatura da pele estável, absorve os fluidos que se libertam da ferida e previne a entrada de bactérias e outras causas de infeções. Estas pequenas feridas cicatrizam normalmente em quatro semanas, sem complicações.

Se apresentar sinal de infeção ou de outras complicações, deve sempre dirigir-se a um centro de saúde para limpeza e tratamento adequados da ferida.